segunda-feira, 30 de abril de 2012

Aquele sobre os Presentes

Mais um vídeo! Dessa vez mostrando meus presentes. :) Desculpa aí as loucuras, eu juro que tentei editar, mas não deu! He he he.

Sobre o lápis, corrigindo o que eu disse: Crianças da idade do mais velho já sabem (ou deveriam saber) usar um lápis de forma correta!!! Mas vale pra usar de vez em quando, em cartazes e tal. (Gisella, obrigada pela correção!!!!)


Beijos e até mais!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Aquele sobre o Kit Embratur

Bom, meninas este aí embaixo é o famoso KIT EMBRATUR. Eu pedi ele semana passada e ontem ele chegou, o que achei muito rápido.



Nele veio os seguintes itens:

- 3 jogos americanos com paisagens do Brasil. Cada jogo com 4 peças: Vou dar um pra minha host, outra pra LCC e o outro vou levar e dar quando surgir a oportunidade.
- Pôsteres do Brasil: Nem sei o que fazer com eles, são grandes, pesam e não acho que eles vão querer.
- Marcadores de página: Vou levar e dar de lembrancinha pras amigas que eu fizer lá!
- Livrinho sobre algumas cidade brasileiras: Pro meu host dad!
- DVD mostrando paisagens de algumas cidades brasileiras: Host dad!

E foi só isso, meninas. Nada de boné, camisa ou bottons. Mas mesmo assim gostei. Só achei chato não trazer NADA sobre o meu estado. Nem no livrinho, nem no DVD. Nadica de nada. Por isso acabei pedindo um na Emsetur, que é daqui de Sergipe. Amanhã vou pegar, daí vamos ver como é esse outro, né?

Para as que se interessaram pelo Kit (acho que legal pedir!) aqui vai como você pode pedir o seu.

Mande um email para dafin@embratur.gov.br

Aqui vai o exemplo de email que eu usei:

"Bom Dia, 
Solicito o Kit Embratur para os dados abaixo: 
Nome completo: 
Data de Embarque: 
Endereço: 
Bairro:  
Cidade: 
CEP:  
Telefone para Contato:  
Telefone Alternativo:  
Link do Comprovante da viagem:  
País de Destino: EUA 
Tempo de Permanência: 1 ano 
Agência Brasil:  
Agência EUA:  
Grata!"

Na verdade foi a Débora Marchetti que me mostrou isso e eu copiei. Obrigada, Débora! :)

Bom, espero ter ajudado.

Beijos e até mais!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Aquele sobre o I GOT MY VISA!!!

Meninas, primeiramente eu quero pedir desculpa por ter demorado tanto pra postar, mas foi uma daquelas semanas, sabem? Mas finalmente tive tempo/clima pra postar. Eu queria fazer um vídeo e tal, mas eu to com a cara horrível porque ainda não descansei da minha viagem! hehehe Então deeeeixa pra lá!

Enfim, como vocês leram... VISTO CONCEDIDO! Sim! Mas antes disso teve muuuita história. Vamos lá? Senta que lá vem história...

Tudo começou segunda de manhã cedinho. Meu pai me pegou aqui em casa 5 da manhã (meus pais são divorciados) pra gente pegar a estrada. Eu moro em Aracaju, e pra Recife são mais ou menos 7 horas de carro. Uma viagem e tanto! Chegamos umas 11:30 e fomos diretamente no Citibank pagar a taxa, que já tinha subido pra 160 doletas, e com o dólar em alta saiu R$304,00. Como diz minha amiga Ana Régia, "choremos". De tarde eu fiquei de cama na pousada. Gente, misturou calor, cansaço e nervoso, pronto, fiquei com uma enxaqueca horrorosa, estômago embrulhado e intestino solto! Ou seja, um caco! Fiquei de cama meeesmo. Tomei remédio, tomei chá e à noite estava  melhor, mas ainda mais pra menos que pra mais.

Dia 24, o DIA V. Minha entrevista era 9 da manhã. Coloquei o despertador pras 7:00, mas 6:20 já estava acordada. Mal consegui tomar café da manhã, não comi quase nada de nervoso. Cheguei quase 8:00 no consulado e a fila já estava enorme. Com o sol de lascar acabei comprando um guarda-chuva por 15 reais! E ele queria vender por 20, mas consegui um descontinho. He he he. Foi quando conheci a Marinanne. Como o treco era grande, eu acabei incluindo ela, que estava atrás de mim, na minha sombra. Ela viu minha pasta da STB e perguntou se eu tava indo como Au Pair. E ela está também! Nunca tínhamos nos visto, nem por facebook, e foi pura coincidência, mas foi bom demais ter alguém comigo naquela hora! A Aninha também tirou ontem, mas ela chegou mais tarde e acabou ficando no fim da fila. Mas eu sei que vocês querem detalhes...

Visto em Recife - Detalhes:

Na fila: Primeiro você espera (e muito) na fila fora do consulado. Enquanto você ainda está lá, tem umas pessoas com uma blusa de "Posso ajudar?" que perguntam se seus documentos estão arrumadinhos. Mostrei os meus e a mulher grampeou minha FOTO e minha TAXA DO CITIBANK ao meu DS-160. Pediu também para eu deixar o DS-2019 (J-1) e a  TAXA SEVIS junto dos outros grampeados. Esperamos mais um pouco e entramos. 

Entrando: Logo que você entra você passa pelo raio-x. NÃO pode entrar com celular ou qualquer eletrônico, com isqueiro ou fósforo. Depois você vai pra uma fila pequena, junto com as outras pessoas que acabaram de entrar. Na sua vez você entrega os DOCUMENTOS já separados na fila mais o PASSAPORTE e deixa com eles. Em troca recebe uma senha. Daí você senta e espera um pouco mais.

Sentada: Enquanto você agoniza espera sentada, você preenche o sedex e um papelzinho (tipo um recibinho) do sedex. Preenche nome e endereço, só isso mesmo. E as senhas são chamadas ALEATORIAMENTE. Sim, eu era 29 e chamavam 113, 88 e nada de 29! Uma agonia. Além de ser chato, pois você entra com uma pessoa e não tem garantia de ir junto. Mas esse é o propósito, afinal.

Lá dentro: Então a gente finalmente é chamado! Aleluia, irmão! Vamos para a fila dos chamados e recebemos nosso passaporte com os papéis dentro e um elástico ao redor. NÃO mudem nada, deixem como estiver!!!! Daí a gente entra e vai colocar as digitais no trequinho. Os 4 dedos da esquerda, 4 da direita e os polegares. Mas é claro que como eu sou eu, teria que ter um mico, né? Quando terminei de por os dedos, o americano com sotaque de 10 toneladas falou algo e eu não entendi. Peguei minhas coisas e comecei a sair. Foi quando entendi ele dizendo: "Esperue un momentou, porrr favorrr". OPS! Pensei "Já era meu visto!". kkkkkkkk Daí segui pra verdadeira fila, a fila da entrevista! Quando cheguei na fila a Marianne (lembram dela? Da fila lá fora!) estava na fila ainda. Eu estava mega nervosa, achei que iria passar mal ali mesmo. Mas quando ela saiu e foi pro sedex dei uma boa relaxada! Ufa! Ela me desejou boa sorte e foi embora. Quando estava quase na minha vez, notei que tinha um cônsul muito bonzinho e fiquei torcendo pra ir com ele, mas acabei indo com a mulher. Medo!

A entrevista: 

C: Cônsul
B: Eu!

C: Bom dxia.
B: Bom dia.
C: Passaporte por favor. (Tic tic tic tic - digitando) Qual o motivo da viagem?
B: Eu vou ser au pair.
C: Para onde você vai?
B: Vou pra Laurel, Maryland.
C (tic tic): This Anônio (Sobrenome) is your dad?
B: Yeah, he's my dad.
C: What does he do?
B: He's a (profissão).
C: Do you have any brothers or sisters?
B: A sister, she's 14 years old (Ela tem 15, mas eu esqueci e disse 14! hehehe)
C: What do you do?
B: I'm a student.
C: What do you study?
B: Journalism. In college.
C: Oh, journalism! (Sorrisinho no rosto da cônsul)
B: Yeah.
C: (tic tic tic tic). Have you been to the Magic World, to Disney?
B: No.
C: Ok, you're visa was accepted, you can pay the sedex now. But first...

Bom, meninas, depois ela explicou algumas coisas sobre trabalhar nos EUA, como andar sempre com o passaporte e nunca entregar nem pra host family e qualquer problema que tiver lá ligar pro 911. Não entendi qual foi a da Disney! uahsuhaushaus Mas achei ela super simpática, adorei! Depois é só PAGAR o sedex e evocê está liberadíssima! :) Super tranquilo! Sei que antes do visto lemos uns 50 blogs. 49 têm o visto concedido e a gente se prende àquele que tem o visto negado. Mas meninas, é sério, é tranquilo, ela NÃO ME PEDIU NADA! Nadica, só o que era preciso mesmo. E a Aninha e a Mari conseguiram também! Viu? É tentar ficar calma e não passar mal, como eu! ushaushau

Dica de hospedagem: Pra quem tem família ou alguém que a hospede em Recife, o melhor é ficar com a pessoa mesmo, afinal ela conhece a cidade e isso é de muita ajuda. Mas pra quem não tem com quem ficar, uma boa dica de hospedagem é a Pousada Villa Boa Vista. Foi onde fiquei. Essa pousada fica há apenas 10 minutos A PÉ do consulado!! Muito fácil e rápido de chegar, e como Recife é grande e pode ter trânsito, acho muito importante ser assim perto. Tem ar condicionado, freezer, wi-fi, é bem legal a pousada. A diária pra um quarto duplo foi R$205,00. Tá, é meio caro. Mas não precisa pagar táxi de ida e volta pro consulado, não tem perigo de engarrafamento, por isso achei que vale a pena pra quem tem que pagar hospedagem. 


E por hoje é tudo isso! 

Meninas, me desculpa novamente pela demora de postar, mas essa semana eu acho que vou postar TODO DIA, tô cheia de coisa pra dividir com vocês! ;) Passem e comentem, cada comentário é importante para mim. Eu respondi os últimos no aqui blog mesmo, ok? 

Beijos e obrigada!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Aquele sobre o High School

Bom, eu já postei sobre isso antes, mas como faz muito tempo eu resolvi postar novamente! :D E eu meio que peguei a ideia emprestada do blog da Denise -> http://www.dopequiaocroissant.com

Em 2007, a coordenadora da minha escola apareceu na minha sala de aula fazendo propaganda de um intercâmbio para o México. Foi amor à primeira vista. Ela falou algumas coisas, nem sei o que, só sei que nesse dia eu decidi que eu TINHA que fazer um intercâmbio. Conversei com minha mãe e chegamos a conclusão que, como não falo nada de espanhol, seria melhor ir pros EUA. Aí veio o problema: convencer meu pai. Na época eu tinha só 14 anos, quase 15, e é difícil pra um pai soltar a filha assim. Fora a questão de soltar o money, né? Depois uns bons meses de convencimento e pesquisa, lá fomos minha mãe e eu na STB me inscrever no High School.

Um ano depois, com 16 anos, embarquei para Peebles, Ohio. Passei 5 meses incríveis vivendo com uma família maravilhosa! Fiz amizades que duram até hoje e me diverti demais! A cidade tem só 3 mil habitantes e eu nem saí de Ohio, mas foram 5 meses que me marcaram o suficiente pra eu resolver ser au pair esse ano. Sei, eu SEI, que vai ser outra experiência, totalmente diferente, mas eu espero que daqui há um ano eu possa dizer que meu ano como au pair foi maravilhoso, assim como meu ano de High School! 



É isso meninas, espero que tenham gostado! E obrigada pela inspiração, Denise! Tava sem saber o que postar hoje! hehehehe

Beijos

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Aquele sobre o Medo Do Novo Emprego

Faltam 20 dias para o meu embarque! Sim, só isso. E ainda tenho que tirar meu visto, que marquei pro dia 24, semana que vem. Sei que está muito próximo do dia da viagem, mas meu match foi de última hora e meu visto vai ter que ser assim também, infelizmente.

Mas vamos ao tópico. Sei que quando fechamos o match, além de felicidade, alegria, ansiedade, sentimos muito medo. Pelo menos eu senti. Mas hoje estive analisando meu medo, tentando ver que medo era esse. Medo de quê? E cheguei a seguinte conclusão: Estou com medo do meu emprego novo. 


Nossa! Vou para outro país, "sozinha", com a cara e a coragem, vou cuidar de dois meninos, vou estar distante da minha família e amigos, do meu país, dos meus bichinhos, e estou com medo de um novo emprego? Pois é, é isso mesmo. Eu fico pensando: "Será que vou me acostumar a cuidar de crianças? Será que os meninos vão gostar de mim? E os meus hosts, vão gostar de mim?". Aquelas mesmas perguntas que me fiz quando comecei no meu emprego aqui no Brasil. "Será que vou me acostumar a dar aulas? Será que meus chefes vão gostar de mim? E meus alunos?". Acho que é normal sentirmos isso quando mudamos de emprego, queremos ser aceitos, queremos fazer as coisas bem feitas e sermos reconhecidos. E é esse medo que estou tendo ultimamente, e acho que só vai acabar quando eu chegar lá e começar a trabalhar.

Os outros medos comuns, o de ficar longe da família, de ir pra um país diferente... Esses não estão me afetando tanto porque já fiz um intercâmbio, de 5 meses. Sei que um ano é diferente, o programa é diferente, mas na questão de estar longe acho que até agora eu estou lidando bem. Quero ver quando chegar lá, né? A cultura também não é tão diferente, já que já morei lá. Nem o inglês. Então meu medo mesmo é o do trabalho de au pair. Mas eu já ouvi outras meninas dizendo que tinham o mesmo medo e que depois se acostumaram, então fico feliz de pensar que será assim comigo também. Tomara que seja! 

Bom, é isso. 20 dias, muita correria, sempre algo pra fazer, desde coisas importantes quanto o visto, quanto ajustar aquela calça ou ligar pra fulaninha. Listas, listas e mais listas. Já comecei a comprar os presentes, mas como ainda não terminei só vou fazer um post/vídeo depois que estiver tudo compradinho. 

É isso, meninas (e meninos, sei lá). Obrigada por passarem aqui e comentarem. Gosto muito de ler e responder seus comentários, são eles que me fazem vir aqui e dividir minha saga neste blog.

Beijos e até mais ver!

sábado, 14 de abril de 2012

Aquele sobre Read in English

Bom, galerinha, resolvi falar hoje sobre uma coisa que me ajudou muito no quesito vocabulário. Todo mundo sabe que ouvir músicas e assistir séries ajuda muito com nosso vocabulário. Mas ler em inglês também é muuuuito importante, além de que ler o livro na versão original (já que a maioria dos livros que lemos são americanos/ingleses), é bem melhor! Admito que quando comecei sentia muita bastante dificuldade em entender, pelo menos nas primeiras páginas. Depois fui acostumando e hoje em dia prefiro mil vezes ler o livro em inglês do que traduzido, pois assim nada perde significado!


Esses livros da foto são meus, e não são nem de perto os únicos que tenho em inglês. Inclusive o "The host" está acabado assim porque já li 4 vezes e emprestei para mais 3 pessoas! hahaha O bom é que aprendemos muuuuuito vocabulário novo, inclusive gírias e ditados, é legal demais! 

Indico que no começo vocês tenham um dicionário do lado, mas não procurem todas as palavras que não souberem, ou vão encher o saco e largar o livro! Não, procurem as que impedem vocês de entenderem o sentido da frase, o resto você vai pegando. E vocês nunca vão saber todas as palavras, mas o importante mesmo é entender o livro. ;)

Se quiserem saber aonde compro esses livros aqui vão as dicas de sites:

Vantegens: 1) Tem livros com preços incríveis, mais baratos que em português!
Desvantagens: 1)Também tem livros muuuuito caros, absurdo! 2) O frete é meio carinho, dependo de onde você mora. 3) Tem que ver quanto tempo leva pra chegar o livro, às vezes demora 7 semanas!

Vantagens -> 1) Livros meeeeeeeeeeega baratos vindo diretamente de UK! 2) SEM FRETE!!! Sim, você leu certo, sem frete!
Desvantagens -> 1) Demora pra chegar. Eles dizem que chega entre 7 e 10 dias úteis, mas normalmente demora entre 3 semanas e 6 semanas. 2) Não tem código pra rastrear o livro (mas nunca deixou de chegar nenhum pra mim!)

Vantagens -> 1) Livros baratinhos! 
Desvantagens -> 2) O frete custa 12 doletas, então às vezes não vale a pena, mas não custa pesquisar!

É isso, meninas, acho que vale a dica. Espero que gostem. :)

terça-feira, 10 de abril de 2012

Aquele sobre o Pre Departure Project

Olá, meninos e meninas!

Fiz esse vídeo mostrando e explicando o pre-departure project da APC. Ele é obrigatório, devemos levar para o nosso treinamento em New Jersey. O meu ficou gigante! Não precisa ser assim, nem ter esse tamanho, foi escolha minha. Eu imprimi em papel couché e encadernei pra ficar bem arrumadinho. Mas vale a pena caprichar, não só porque eu acho que é legal fazer um projeto bem feito e bonitinho, mas porque os melhores projetos ganham um tour por New York durante o treinamento! Isso aí, baby! 

Não liguem pra minha cara de morta, eu fui dormir 2:30 da manhã terminando esse projeto! Mas consegui! UFA! O super dog que aparece no vídeo é o Jimmy, o dono da casa. Ha ha ha. 


O vídeo que eu usei para me basear foi esse daqui da Josy: http://www.youtube.com/watch?v=hOvnI-uIri0

Espero que gostem e que o vídeo os ajude! ;)

Beijooos


segunda-feira, 9 de abril de 2012

Aquele sobre as listas

Bom, depois de fechar o match vem a correria. Ainda mais que eu fechei no dia 4 de abril para viajar no dia 06 de maio, ou seja, só um mês pra resolver tudo. 

Já comecei a fazer meu pre-departure project, que está ficando lindo e enorme! Ha ha ha. Quando estiver pronto eu vou fazer um video pra colocar aqui.

Também comprei umas roupas. Podem dizer que não precisa comprar coisas pra levar, que lá vou comprar de montão. Mas se vocês me conhecessem saberiam que roupas é uma NECESSIDADE, não um luxo pra mim. Nunca "vou às compras". Se é pra comprar uma blusa, compro "uma" blusa. E acho que última vez que tinha comprado foi começo do ano. Então dá pra ver que era necessidade. O problema é que eu prefiro mil vezes gastar em livros (que são pra sempre) do que em roupas. Gasto muito mais em livros que em roupas, e acabo ficando sem nada pra vestir (Acho que vou virar índia, assim não tenho mais problemas com isso. hehehe). Mas enfim... Saí nesse feriadão com minha amiga Carol pra ir às compras. E fiquei MUITO feliz com elas. 

Agora o negócio é fazer listas. Para as meninas que estão no mesmo processo, dou a dica: Anotem TUDO o que vocês lembrarem que tem pra fazer. Seja na agenda, no computador. Ajuda demais! E mesmo pra quem ainda não fechou o match vale a pena ir anotando, pois isso me ajudou muito. 


Passe mais pra dar um oizinho mesmo. 

Beijos! :)

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Aquele sobre o "I have a Match!"

Então, meninas, eu estava esperando apenas ser oficial para poder vir aqui e dar o tão esperado grito de: I HAVE A FREAKING MATCH! Depois de dois meses online e apenas duas família no meu app, eu posso dizer que consegui. Mas vamos sentar que lá vem história...

I HAVE A MAAAAATCH! HI HI HI! :B
No dia 29 de fevereiro, estávamos minha amiga Karen e eu aqui em casa, de madrugada, mexendo no computador e vendo algum reality show culinário (como sempre). Quando abri meu email vi aquele lindo email da au pair care a minha espera. Abri e lá estava: B. Family. Um casal com dois filhos: K. de 4 anos e B. de 1 aninho! Eu já gostei desde este momento, pois as idades dos meninos são perfeitas para mim. Nunca gostei muito de crianças mais velhas, acho mais difícil de lidar, então adorei. O perfil também estava muito legal e gostei de cara. A família é de Laurel, Maryland e já ouvi coisas ótimas sobre MD, além de ser perto de Washington DC (Obama!) e New Jersey, mais pontos pra família!

Eu não sabia o que fazer, se deveria mandar um email ou esperar eles mandarem. Fiquei em dúvida. Resolvi que não custava tentar e mandei um email agradecendo o interesse deles, que eu tinha gostado do perfil e tal. Isso foi na quarta de madrugada! Na quinta quando levantei, lá estava um email dela, já querendo marcar um telefonema. SIM! Marcamos pra sexta, 17h. E o nervosismo? Desde umas 16h eu já estava pirando, andando de um lado pro outro da casa, com o celular em mãos, claro. Então um pouco antes do horário o telefone toca. E o coração disparado, as mãos transpirando, medo de gaguejar. Atendi. Ela foi meeeeeega simpática comigo. Já começou fazendo brincadeira, dizendo que se sentia velha porque eu nasci em 1992 e ela se formou no colégio neste ano. Adorei, pois foi quebrando um pouco a tensão. Conversamos por uma hora e vinte e depois disso começamos a trocar emails.

Foi quando surgiu o problema. Os meninos passam o dia em uma day care (creche). O pai passa a semana em New Jersey, pois é militar, e a mãe trabalha o dia toooodo (tipo umas 12 horas por dia), então além da day care, eles resolveram pegar uma au pair. O problema é que a day care é de segurança máxima e coisa e tal e tem todo uma coisa pra aceitar alguém, afinal terei que levar e buscar os meninos (mais detalhes aqui: daycare). Comecei a achar que iria ser dispensada, que eles iriam desistir do programa ou, pelo menos, de uma au pair estrangeira por causa do social security number. Mas eis que antes de ontem, quando abri meu email, já sem esperança nenhuma, a host diz isso:

So good news and not so good news.  First, the not so good news... we still haven't heard from the security office on your access.  However, the good news... regardless of what they say, we have decided that an au pair is best for our family given our current situation.  As a result, we would like to formally ask you if you are ready and willing to agree to a match with us.  If so, I will notify AuPairCare tomorrow so they can start processing the paperwork to work on getting you here by mid-May.   Should the security office say "No" then we will start looking for a new daycare for the boys.

Admito que eu fiquei chocada, pois já estava achando que iria ser dispensada. Na hora eu corri pro quarto da minha mãe (que estava cochilando), pulei na cama e comecei chamar ela. Claro que ela achou que a casa estava pegando fogo, mas eu fui logo dizendo: "Mãe, ela me pediu em match!". 

Hoje finalmente saiu o match oficial. Meu au pair room já mudou e eu descobri que vou daqui há um mês, exatamente. Chegarei em NJ para o treinamento no dia 07 de maio e a minha host family vai me pegar no hotel (me pegar no hotel!!!!) no dia 10.

Agora é começar a correr atrás de tudo o que falta. E vou ter que correr mesmo, porque um mês passa que a gente nem sente. Daqui a pouco estou em um avião rumo ao desconhecido! Meus sentimentos? Acho que o melhor pra descrever tudo é CONFUSÃO. Sim, sinto tudo ao mesmo tempo, tudo junto e misturado. É medo, ansiedade, felicidade, alegria, vontade de ir, de ficar, vontade fugir e se esconder, vontade de arrumar as malas, é saudade e nem um pouco de saudade, é tudo, tudo, tudo isso e muito mais. Mas no geral eu diria que o que mais estou sentindo é uma alegria imensa e uma ansiedade que insiste em ficar. 

Próximo passo: Visto! Ai, ai, ai...

Beijos e Queijos!

quarta-feira, 4 de abril de 2012

One step at a time

Essa música, que uma das meninas do grupo au pair do facebook me indicou, tem me ajudado muito! Sério! He he. Amo a música e tá aqui no replay eterno! :P




One Step At A Time - Jordin Sparks

terça-feira, 3 de abril de 2012

Aquele sobre as fotos

Um dos requisitos para se tornar uma au pair e parte do seu application são as fotos. As família (pelo menos da APC) não são obrigadas a terem fotos, mas nós somos. Mas quantas fotos? E quais?

Na APC (minha agência) somos obrigadas a ter no mínimo dez fotos. Máximo? Nem ideia! É claro que todas sabem que devem colocar, principalmente, fotos com crianças. Coloque fotos com seus primos e sobrinhos, com as crianças da creche, escola ou acampamento que você trabalhou, muitas fotos com crianças e, preferencialmente, de várias idades. Tire foto abraçando, com eles no colo, dando comida. Mas não vale colocar as crianças peladinhas! É proibido! Lembre-se de checar se suas roupas estão adequadas nas fotos, pois uma vez que você faça upload delas não tem mais como voltar atrás. Claro que eles podem não aceitar a foto lá na agência. Eu mesma tenho uma que estava com a qualidade muito baixa, pois era noite, então eles não aceitaram. Essa é outra dica, coloquem fotos com boa qualidade, que dê pra ver bem você e as outras pessoas da foto. Ninguém gosta de uma foto cheia de ruído ou escura. 

Além das milhares de fotos com crianças, lembre da sua família! Fotos com pai, mãe, irmãos, avós. Não tanta quanto com crianças, claro, mas o suficiente pra eles verem que você é uma moça de família (he he he). Em relação às amigas, claro que você pode colocar fotos, mas poucas e de preferência fotos em que vocês estejam em casa ou no parque, não sei. Só sei que na balada não rola! Se for um casamento, formatura ou até um São João, festa típica, tudo bem, mas foto de vestido curtinho na balada vai dar a impressão errada! Pras meninas que namoram, bem eu admito que não tenho namorado (só meus maridos, Tom Welling, Ian Somerhalder e Peeta Mellark. MuahahahahaHAHAHA), então não sei se deve ou não colocar foto, mas eu não vejo porque não. Uma talvez, não muitas, exatamente como as das amigas. E do animalzinho de estimação? Claro, se ele for da família coloque sim! Uma foto de você com ele, abraçados, no colo, ele de roupinha. Uma foto fofa!

Mas pessoas, lembrem-se, são por essas fotos (além das perguntas do app, claro) que as famílias vão te escolher, então pense no que você gostaria de ver se você fosse escolher uma au pair. Tente colocar fotos em que você está arrumadinha, não fotos de pijama ou aquela blusa rasgada. Sei que é meio óbvio, mas não custa lembrar.

Aqui embaixo vocês podem ver um print screen do meu aupairroom (que é o seu app, o que você entra e vê as famílias que te querem e tudo mais). As fotos de cima foram aceitas e aquela de baixo não.


PS: Meninas, eu tento sempre responder seus comentários, ok? Então se quiserem é só dar uma olhada no post que vocês comentaram e provavelmente terá uma resposta. :)

Beijos e queijos!